quinta-feira, 2 de julho de 2009

Touradas...

Num dia como o de hoje, em que se discute no Parlamento o Estado da Nação, fica o debate marcado por um gesto do ministro da economia, em resposta a uma crítica de Bernardino Soares da bancada do PCP:



Perante o gesto que foi classificado por toda a oposição com os mais variados comentários, desde o "inqualificável" ao "injustificável", não houve outra solução para além de que o ministro apresentasse a sua demissão, imediatamente aceite pelo Primeiro - Ministro.
Ora, uma situação destas, é inadmissível e sinónimo de várias hipóteses que se levantam:
1. O Ministro estaria alcoolizado?
2. Será um problema de saúde que afecta o cérebro?
3.Será um estilo próprio?
4.Total desrespeito pelo local onde se encontra, colegas de governo, bancada e oposição, e pelo próprio país que representa?

Não me cabe a mim fazer qualquer ponto de honra, ou tecer quaisquer críticas à actuação e aos gestos demonstrados pelo ministro.
Cabe aqui, para mim, deixar mais uma vez uma reflexão... Com gestos destes, que se pautam principalmente pelo desrespeito espera-se que as pessoas respeitem a autoridade? Espera-se levar mais os jovens às urnas e a serem interventivos?
Sinceramente, eu já fui muito mais activista político do que o sou nos tempos que correm... e sou assim, principalmente porque deixei de acreditar. Deixei de acreditar que existem valores como a tolerância, o respeito, o auxílio, a honra...
E será que sou só eu, ou uma geração inteira, que certamente se lembra que do outro lado tivemos uma ministra da educação repressiva (sim, a Dra. Manuela Ferreira Leite...)... será que não precisamos de ordem no país?

Estaremos condenados a ser governados por quem diz apenas disparates seguidos? Coisas sem nexo? A sobreviver numa "República das Bananas" e sujeitos à lei do "Olho por olho, dente por dente"?

Não é este o país que merecem os mais novos, nem os mais velhos, nem os assim assim... perdoem-me a reflexão mais longa, mas acabei por me deixar levar pelo activismo político... que pode ser que ainda renasça algum dia... e me acabe por impulsionar a ir mais longe...

3 comentários:

F3lixP disse...

Sem comentários mesmo! Em quem devemos acreditar? Para que lado nos virar? Isto vai de mal a pior e infelizmente cria raízes!

Abraço

Rough Chef disse...

Caro Félix:

Sinceramente não sei... o que é um mal, é ouvir coisas como os resultados do Estudo que ouvi hoje pela hora de almoço e que me deixa preocupado, e em que já mais de metade dos portugueses não acredita na democracia... puro saudosismo? não creio... mas ou realmente a política nacional muda muito ou vamos ver-nos todos a braços com uma crise política bem pior que a crise económica...

pinguim disse...

Há apenas algo de positivo neste caso incrível: a pronta reacção de Sócrates, que de imediato "matou" uma situação deveras embaraçosa para o Governo.
Abraço.