terça-feira, 27 de outubro de 2009

3 Gritos em 1

Hoje a manhã até começou bem, mas pouco depois o dia começou a azedar.

Começou primeiro pela necessidade de pôr gasolina no carro, fui até á galp pois era a mais próxima, todas bombas tinham pelo menos 3 carros em fila, a minha fila andou bem, mas a do lado estava parada e porquê? O indivíduo que ía abastecer e antes de se servir da mangueira saíu do carro muito suavemente, mas voltou ao carro novamente, abriu a porta e tirou uns óculos de mosca. Foi muito lentamente até á mangueira desejada e pegou com muita calma. Abriu a tampa também muito devagar (durante este tempo já o da minha frente tinha abastecido e eu cheguei á frente). Enquanto eu saí do carro fui fazer pré pagamento e voltei para abastecer, a personagem do lado ainda estava a pôr gasolina. Mal eu terminei e ía a entrar no carro começo a ouvir buzinas dos carros do lado. O indivíduo ignorou por completo. Há canalhas fantásticos, não há?


Fui até á Loja do Cidadão no Odivelas Parque para ir buscar o meu nº da Segurança Social por causa do trabalho e cheguei lá eram 11:00 da manhã. E perguntei ao senhor no balcão das informações onde me podia dirigir para o serviço de atendimento que queria. Ele respondeu que as senhas já estavam fechadas à 15 minutos e o último senhor tinha 300 pessoas á frente!!! WTF? Eu até me ri pois esta situação estava bem próxima de uma anedota. E já agora deixo recado, porque é que não fazem mais lojas destas, dava mais empregos e melhorava a rapidez nestes serviços.

De seguida fui até á Caixa Geral de Depósitos para abrir uma conta, porque não tenho. Fiz o pedido e a resposta começou pelos requisitos normais como: comprovativo de morada, B.I., cartão de contribuinte, e comprovativo de vencimento de 6 meses. Neste último requisito referi que precisava da conta para poder ter o comprovativo de vencimento em como recebi o ordenado, e os próximos. Mas o moço dizia que não era possível porque ia precisar na mesma de um comprovativo em como estava empregado. Loooool.
Uau agora para abrir uma conta é preciso dar garantias e estar empregado!
Ou seja: abrir uma conta igual a pedir um crédito.

Ditadura bancária rocks!

3 comentários:

pinguim disse...

Três situações caricatas; mas a que mais me enerva pois é bastante comum é essa atitude que eu não sei como classificar, de ver pessoas absolutamente indiferentes ao prejuízo, por pequeno que seja, a terceiros; nunca sei se é estupidez ou gozo - em qualquer dos casos "passo-me dos carretos".
Abração.

Tongzhi disse...

Pior que isso era teres ido para a fila do centro de saúde as 6 da manhã e não arranjares consulta! Aconteceu ontem a uma colega minha, aqui na parvónia!!!
Está bonito, está!!!

F3lixP disse...

Outra: o meu irmão foi a exame de código e pediram o b.i. é claro, estava "danificado" com um pequeno rasgo de 3 milimetros no plástico lateral. Um b.i. assim não é aceite na dgv de Coimbra, o meu irmão não pôde fazer exame contando como falta, para o próximo exame tem que pagar 100€, nada demais!

Portugal tem um grave problema! Estabelecimento público = stress profundo

Abraço